1/1
Programa Reviva Parque busca parceiros para investir em áreas de preservação ambiental
​Brasília, Março de 2021
ASCOM Lago Sul

O programa Adote uma Praça ganha nova versão no Distrito Federal. Depois do sucesso desta política pública, que atrai a iniciativa privada para investir em logradouros públicos, com resultados positivos para toda a comunidade, o GDF lança agora o Reviva Parque, estendendo a possibilidade de investimentos privados, tanto de cidadãos como de empresas, também em parques ecológicos e unidades de preservação ambiental.

Coordenado pelo Instituto Brasília Ambiental e com respaldo legal concedido pelo Decreto nº 41.865, o programa vem para estimular parcerias para conservação dos parques, com participação ativa de diversos órgãos e empresas públicas. Está aberto para participação de pessoas físicas, jurídicas e entidades da sociedade civil, com o propósito de proporcionar lazer de qualidade, cultura, turismo, esporte, revitalização de áreas degradadas ou em mal estado de conservação, investimentos em equipamentos sociais e mesmo manter funcionando e em condições de atender, com conforto e segurança, a toda a comunidade do DF.

No mesmo modelo do Adote uma Praça, GDF lança programa para preservar unidades de conservação ambiental

No mesmo modelo do Adote uma Praça, GDF lança programa para preservar unidades de conservação ambiental

1/1

Os investidores terão, como contrapartida, possibilidades de divulgar sua empresa ou marca ou mesmo realizar atividades lúdicas, observando sempre os critérios e normas de conservação ambiental.

O Reviva Parque veio para ficar e adota uma nova postura de gestão pública, onde as parcerias auxiliam na manutenção dos logradouros públicos e trazem enormes benefícios para a população. O Distrito Federal conta com 82 unidades de conservação, entre Áreas de Preservação Ambiental, Áreas de Relevante Interesse Ecológico (Aries), Parques Distritais e Ecológicos, Monumentos Naturais, Reservas Biológicas (ReBios), Refúgios Silvestres, Floresta Distrital e Estação Ecológica de Águas Emendadas.

Estas áreas são também locais de estudo e pesquisa da fauna e flora do cerrado brasileiro, com o objetivo de expansão das espécies nativas e conservação desta biodiversidade única no território brasileiro. Já participam do programa a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), entre outras.

Programa Adote uma Praça já é realidade
em 19 Regiões Administrativas do DF

O programa Adote uma Praça, coordenador pela Secretaria de Projetos Especiais, que completou dois anos de existência neste domingo, tornou-se uma política pública de sucesso e já contabiliza investimentos da iniciativa privada na ordem dos R$ 30 milhões. O programa teve início no Lago Sul, através de parceria da Administração Regional do Lago Sul e Hospital Brasília, para revitalizar uma extensa área de estacionamento improvisado. Em cerca de dois meses do seu lançamento, o contrato de parceria finalizada e em outubro de 2019, as obras inauguradas.

 

O objetivo do programa é atrair investimentos de pessoas físicas ou jurídicas, que tenham interesse em adotar áreas ou logradouros públicos por um período determinado e, em parceria com o poder público, realizar melhorias para uso de toda a população. Com os novos investimentos, promove-se desenvolvimento regional, gerando empregos e renda, além de levar conforto, comodidade, segurança em locais mal conservados e até abandonados.

Já são 15 projetos em andamento, 36 novas solicitações de adoção em análise e recebeu até o momento 92 pedidos de adoção, estando consolidado em 19 Regiões Administrativas. São focos do programa a recuperação e manutenção de praças, jardins, balões rodoviários, estacionamentos, canteiros/jardins, pontos turísticos, parques infantis, monumentos e pontos de encontro comunitário.

O Lago Sul se orgulha de ter sido pioneiro na implementação do programa, que hoje já é uma realidade, conforme confirma a diretora-geral do Hospital Brasília, Regina Célia Duarte: “Construir um estacionamento para dar mais conforto aos nossos pacientes e familiares era um antigo sonho. Com o projeto, conseguimos viabilizar a obra, sem custo para o governo, nem para os pacientes”.

Os interessados em participar do programa Adote uma Praça devem entrar em contato com a Administração Regional do Lago Sul ou enviar e-mail para sepe.gab@buriti.df.gov.br, que terá disponíveis todas as informações necessárias.

1/1

© 2021 Jornal Lago Notícias, de Brasília - Todos os direitos reservados.