1/4
Brasília, Novembro de 2020
Manutenção de gramados e jardins

Muitas pessoas são apaixonadas por um gramado bonito, verdinho e bem aparado. Mas o que elas não sabem é que um gramado bem aparado é responsabilidade dos tipos de cortadores de grama e da manutenção dada a eles.

::

press to zoom

press to zoom
1/1

Existem diversos tipos de cortadores de grama. Desde os manuais, do tipo carretel ou espiral, até os de facas rotatórias, elétricos ou a gasolina e os micro tratores. Para não falar dos mais populares de todos, aqueles do tipo ceifadeira elétrica, que cortam a grama através de um fio de nylon girando em alta velocidade.

O modelo a ser adotado depende, basicamente, da área do gramado e de quanto você se dispõe a gastar, e que tipo de comodidade que você quer ter. Em todo caso, num gramado de grandes dimensões, um cortador pequeno demandaria muito tempo para realizar o trabalho, o que talvez seja antiprodutivo. Do mesmo modo que não faria muito sentido ter um potente cortador e quase sempre pesado, se o espaço onde ele tem de trabalhar é restrito demais. Como regra, sugerimos o seguinte: A principal vantagem dos cortadores de grama a gasolina é a total mobilidade. Com ele, pode se ir a qualquer parte, sem ter de se preocupar com fios, extensões e tomadas. O inconveniente fica por conta do preço, bem mais elevado que o dos seus similares movidos à eletricidade.

Independente do modelo a ser escolhido, cuide para manter as facas do cortador de grama sempre muito bem afiadas. Considere que, por girarem em altíssima velocidade-cerca de 250 km por hora -, facas cegas até aparam a grama, mas não cortam. Na verdade, mastigam os tecidos vegetais das folhas, deixando o gramado com uma aparência amarronzada e abrindo o caminho para a ocorrência de doenças e pragas.

E por falar em cortador de grama, não se descuide nunca do fator segurança. Não apare a grama quando estiver molhada e não esqueça de, antes de iniciar o trabalho, recolher pedras, gravetos ou outros materiais que possam quebrar as facas do cortador, ou serem colhido por elas e lançados à distância em altíssima velocidade. Nunca se esqueça também de dar manutenção exigida por cada tipo de cortador, seja manual, elétrico, a gasolina, micro trator, ou ceifadeira. Os tratos mais comuns seriam os de: 1) sempre amolar bem a parte que irá cortar a grama, trocar as facas periodicamente quando muito gastas (de preferência a cada ano); 2) Antes de cortar verificar o nível do óleo (no caso de máquinas à gasolina) calibragem dos pneus (no caso de micro tratores); 3) verificar comprimento e qualidade dos fios (no caso de máquinas elétricas), pois os fios devem ser adequados para a potência da máquina, para não haver sobrecarga e possíveis danificações. Não se deve ficar esticando o fio demasiadamente, pois com isso pode ocasionar curto-circuito nos motores elétricos. Essas foram algumas dicas básicas sobre cortadores.

 

  • Área: Tipo de potência mínima ideal

  • Até 20m²: Pode até com tesoura de poda

  • De 20 a 100m²: Manual, elétrico de ½ HP ou ceifadeira elétrica

  • De 100 a 500m²: Elétrico de 1 Hp ou a gasolina com 1,5 cv

  • De 500 a 1000m²: Elétrico de 1,5 Hp ou a gasolina com 3,5 cv

  • De 1000 a 1200m²: A gasolina de 3,5 cv ou acima, com saco coletor

  • Acima de 2000m²: Já se justifica um micro trator ou a gasolina de 5 Hp autopropelido

1/1
Veja também

© 2020 Jornal Lago Notícias, de Brasília - Todos os direitos reservados.